Cultura e Ass. Social: Crianças e Jovens baixienses em “Mostra de Artes”

25 nov 2017 às 03:20

Quem não sonhou um dia ser atriz ou ator? Quem nunca se imaginou atuando nas grandes emissoras de TV e sendo reconhecido nacionalmente? Pois é! E o primeiro passo de todo grande artista é sempre as pequenas apresentações, nas escolas, nos clubes e na grande maioria das vezes nos programas e projetos culturais espalhados pelo país.

Em Baixio, as Secretarias de Assistência Social juntamente a com sec. de mun. de Cultura, antenadas com a juventude e contando sempre com os melhores profissionais da área artística apresentaram a “Mostra de Artes” as noites de quinta e sexta-feira (16 e 17 de novembro) foram de apresentações para encher os olhos do publico presente e de pais orgulhosos que viram pela primeira vez seus filhos atuando no palco.

Cerca de 30 crianças e jovens baixienses atendidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos em parceria com o CRAS (Centro de Referencia da Assistência Social) Maria Pires Lustosa, fizeram 11 apresentações entre grupo de flauta, apresentações musicais e esquetes (peça de curta duração) no centro integrado Vicente Jose Honorato. Para quem quer começar uma carreira artística e brilhar nos palcos da vida, esta ai a oportunidade de ser um grande ator ou atriz. Disse Reginaldo Pereira Séc. de Cultura do município. Somos privilegiados por poder contar sempre com profissionais competentes e aplicados, como é o caso do professor Célio Duarte (responsável pela Mostra) que dispensa comentários, em mais uma apresentação ele mostra que temos muitos talentos em diversos segmentos artísticos. A parceria com a administração Ação com Humanização onde o Prefeito Jose Humberto Moura Ramalho nos dá todo o apoio necessário para fazer o melhor para o nosso povo, e vamos dar continuidade a trabalhos como este apresentado hoje. Frisou a Secretaria de Ass. Social Valdeniza Ribeiro.

Cada apresentação durava cerca de 20 minutos, crianças e adolescentes revezavam no palco e apresentava senas de humor e sensibilidade para o atento publico que não “arredou o pé” até a ultima apresentação.

Fonte: Click Ceará