CAFÉ SOCIAL – Governo Municipal de Baixio/CE

25 ago 2021 - Notícias

A Secretaria de Assistência Social de Baixio, através do CRAS e do programa Criança Feliz, realizou na manhã deste dia 25 de agosto, um Café Social, tendo como público alvo mulheres atendidas pelo CRAS e pelo Criança Feliz. Dentre as autoridades presentes, estiveram a Vereadora Hermínia, as Secretárias Valdeniza Ribeiro (Assistência Social), Socorro Sales (Cultura) e Ana Paula Farias (Educação), a Secretária Adjunta Eronilda Ribeiro, Aparecida Lopes (Coordenadora do CRAS) e Karla Isabel (Assistente Social da PSE).

No primeiro momento, houve uma roda de conversa com as mulheres assistidas pelo Programa Criança Feliz, sendo realizados procedimentos de verificação de atualização cadastral no cadastro único, onde dentre os participantes, verificou-se que cinco estavam com cadastro desatualizado a mais de dois anos, repassadas informações sobre o Benefício de Prestação Continuada – BPC e sobre a proposta do Governo Federal de mudar o bolsa família.

No segundo momento, foi apresentada por Jovens do Grupo Fenix, uma encenação teatral sobre a Campanha Agosto Lilás, e logo em seguida proferida uma palestra, tendo como tema: A Violência Contra a Mulher, seus agravos na pandemia e como enfrentar. A Palestra foi ministrada pela Advogada Dra. Mayara Abreu, membro do Escritório de Advocacia Bento e Pereira advogados, do município de Cajazeiras/PB.

Na parte final do encontro, o CRAS entregou kits natalidades as gestantes assistidas pela unidade socioassistencial e pelo Criança Feliz, sendo servido no encerramento da manhã, um saboroso coffee breack.

Após um ano e meio de pandemia, onde praticamente todos os atendimentos regulares realizados pelas equipes do CRAS vinham acontecendo de forma remota, e como consequência um distanciamento dos usuários com a unidade socioassistencial, este foi um importante momento para reaproximar e reestabelecer os vínculos entre os profissionais e os usuários, bem como o retorno de atividades presenciais coletivas no equipamento, sempre respeitando todas as regulamentações de segurança sanitária determinadas pelas autoridades federais, estaduais e municipais.